OBRIGADO PELA VISITA

MUITO OBRIGADO PELA VISITA AO D'JANGO! SEJA BEM VINDO! AQUÍ, VOCE TEM MUITO MAIS!

EU SIGO O D'JANGO

Ocorreu um erro neste gadget

VISITE A VILA DO ARTESÃO EM CAMPINA GRANDE - PB

NO D'JANGO VOCE ESTÁ ON LINE

domingo, 28 de agosto de 2011

PUF DE COURO

Puf feito com couro de boi em alto relevo com desenho de cavalo com a tecnica  carve  in leather.

sábado, 27 de agosto de 2011

Quadro da Paraíba

Este quadro da Paraiba é feito com couro de bode, que  mede 1 metro de comprimento por 80 cm de altura.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

VENHA PARA A ABERTURA OFICIAL DO MAIOR SÃO JOAO DO MUNDO


Será  nesta terça feira dia 10 de maio 2011, às 09:00hs na VILA DO ARTESÃO, localizada à rua Almeida Barreto - S/N ,  esquina com a Rua Aristides Lobo Proximo ao São Braz - São José - Campina Grande - PB , a abertura oficial do Maior São João do Mundo  realizada pelo  Prefeito Veneziano Vital do Rêgo.
Fonte: AMDE - Agencia Muniocipal de Desenvolvimento de Campina Grande.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

EXPRESSÃO CULTURAL / VILA DO ARTESÃO -CAMPINA GRANDE PARAIBA


O Artísta Campinense João Batista Soares  artesão e design na tipologia couro, é destaque na primeira página do Jornal Diário da Borborema por duas vezes.
O Díário enfatiza a qualidade  como a importância do seu trabalho na cultura da cidade de Campina Grande, Pb.


                                                                   
Fernanda Torres do Amaral
Jornalista

terça-feira, 19 de abril de 2011

A ORIGEM DA MARCA D!JANGO / VILA DO ARTESÃO CAMPINA GRANDE-PB

Uma das pessoas mais requisitadas na área de artesanato é o Sr. João Batista Soares "D'JANGO", especialista na área da tipologia couro. Esta reporter tem tido a oportunidade de entrevistar vários destes artístas no dia a dia
mas, confesso que fiquei encantada com a maravilha dos produtos deste homem simples e voltado para o resgato da nossa cultura.
Sem dúvida é de ficar boca e aberta com a qualidade e destreza com que o Sr. João desempenha o seu trabalho.
São riscos, cortes, batidas com ferramentas especiais contornando o desenho que impressiona qualquer um!
Aproveitei, já que estava em seu ateliê para saber como surgiu o nome e hoje a reconhecida marca D1JANGO.
Eis o que ele diz:

A marca D!JANGO, surgiu através do meu tio Félix, oriundo do Rio de Janeiro- RJ.
Tudo começou com a minha chegada ao mundo, no dia 24 de junho de 1962.
Nesta época o Presidente do Brasil era o Senhor João Belchior Marques Goulart "Jango".
Como os meus pais me registraram pelo nome de João Batista, por conta da data comemorativa à São João Batista, o meu tio Félix não exitou em chamar-me de Jango.
Os anos se passaram tornei-me um artesão e criei o nome artístico adcionando o D ao Jango, por gostar do filme de faroeste D!jango.

                                                                             
Fernanda Torres do Amaral
Jornalista

segunda-feira, 18 de abril de 2011

D!JANGO A BIOGRAFIA / VILA DO ARTESÃO CAMPINA GRANDE-PB

Com simplicidade o artista faz a sua biografia com singularidade.

JOÃO BATISTA SOARES SIQUEIRA TORRES,nasceu em Campina Grande -Paraíba em 24 de junho de 1962.
Mediante eu não ter uma profissão e não gostar de "estudar", surgiu a ideia de fazer um curso.
Até então não havia um identificação com nenhuma profissão.
Foi então, que me inscreví no SENAI no Curso Técnico de Calçados.
No decorrer do curso, conheci um sapato conhecido por mocassim, o mesmo era e é feito manualmente, então me identifiquei de cara.
Daí por diante, levei à frente a ideia de trabalhar na área de sandália.
Inicialmente fiz sandálias masculinas, infelizmente não tive êxito.
Portanto, voltei-me a confecção de sandálias famininas; era o que faltava!
No decorrer doso anos fui me aperfeiçoando, me reciclando, fazendo mais curso.
Um destes, realizado em Carnaúbas dos Dantas - RN, Curso de Artefatos de Couro.
Outro curso de especialização na áres de Artefatos de Couros na cidade de Umarizal - RN.
Após várias tentativas de agregar valores ao couro, conhecí a Sra. Lourdes Bonaldi através de uma revista antiga.
Escreví para ela e após seis meses, a mesma respondeu-me.
Fiquei em êxtase, pois não contava mais com a sua resposta.
Como não bastasse a resposta, a Sra. Lourdes mandou-me revistas sobre a técnica de auto e baixo relevo em couro, varias ferramentas e xerox de outras.
Hoje agradeço à Deus por ter conhecido a Sra. Lourdes, pois tudo que aprendí sobre esculpir no couro, agradeço a ela.
                                                                               
Fernanda Torres do Amaral
Jornalista